BLOG DO ESPETO - PRETO.png
  • Vilmar Bueno, o ESPETO

Febre Amarela: sábado foi agitado em algumas unidades de saúde



São Bento do Sul

No sábado, dia 25, as unidades do Posto de Saúde Central; ESF-1 Serra Alta; ESF-3 Centenário; ESF-5 Cruzeiro; e ainda a Unidade de Saúde do bairro Rio Vermelho Estação estiveram abertas das 8 até às 12 horas para vacinação contra a Febre Amarela, a ação se deve ao fato de São Bento do Sul estar em situação de emergência devido a confirmação de uma pessoa da cidade ter contraído o vírus.

Ao todo, 970 pessoas que não estavam vacinadas, procuraram as unidades para receber a vacinação. Segundo a enfermeira e coordenadora da Vigilância Epidemiológica e Imunização, Cristiane Jantsch Sestren muitas pessoas estão indo até as unidades sem precisar, pois já receberam a vacina. “Muita gente está indo as unidades porque acreditam que precisam tomar mais uma vacina, ocasionando filas. Na verdade os adultos que tomaram a vacina uma vez, não precisam mais tomar. Apenas crianças que tomaram com 9 meses de idade e precisam de reforço após os 4 anos de idade”, disse Cristiane.

Cabe destacar que algumas notícias incorretas estão circulando nas redes sociais e meios de comunicação com a informação que São Bento do Sul não possui mais estoque para a vacina, o que não é verdade. A Secretaria de Saúde destaca que o município tem demanda suficiente para atender toda a população que ainda não recebeu a vacina.

Quem tem entre nove meses e 59 anos, onze meses e 29 dias que nunca tomaram nenhuma dose da vacina devem procurar as Unidades de Saúde. Já os idosos precisam de orientação médica para a realização da vacina, devido aos medicamentos que tomam podendo ocasionar reações se tomados junto com as vacinas.

A vacina é gratuita e é a única forma de evitar a febre amarela. Quem não conseguiu tomar a dose no último sábado pode ficar tranquilo, pois a partir desta segunda-feira, dia 27, todas as unidades de saúde estarão abertas para atender a comunidade e aplicar a vacina contra a Febre Amarela.

Situação de emergência

São Bento do Sul, encontra-se em situação de emergência por conta de um, dos 32 bugios mortos ter a amostra confirmada com o vírus. Além de uma pessoa do município também ser diagnosticada com Febre Amarela e transferida para Florianópolis para o tratamento.

É importante salientar que mesmo sendo o município o único da região a ultrapassar o índice de vacinação que é recomendado pelo Ministério da Saúde, sempre há alguma pessoa que não foi vacinada e esta poderá contrair a doença. Além disso, a vacina sempre esteve disponível para a comunidade. Desde 2010 a cidade entrou como área de recomendação para receber a vacina, além de várias campanhas realizadas aos sábados da família para a população poder ser imunizada.