BLOG DO ESPETO - PRETO.png
  • Vilmar Bueno, o ESPETO

Encontro estadual marca nova fase do PTB como a casa do conservadorismo bolsonarista



Santa Catarina

Na tarde deste sábado, 21, o Partido Trabalhista Brasileiro de Santa Catarina reuniu mais de 250 pessoas de 57 cidades catarinenses e lideranças dos movimentos conservadores bolsonaristas que desejam construir o partido nessa nova fase.


Durante o primeiro encontro estadual do partido, que contou com a vice-presidente nacional do PTB, Graciela Nienov, foi apresentado o planejamento para as campanhas de filiações e reestruturação do partido e montagem das chapas para candidaturas de deputado estadual e federal.


Durante o encontro, o PTB Mulher fez a indicação do presidente estadual do PTB, deputado Kennedy Nunes, para lhe dar autoridade para as coligações majoritárias de 2022, bem como o nome dele para concorrer à vaga do senado. Foram empossadas as 40 executivas municipais do estado e dos movimentos petebistas em consonância com as diretrizes nacionais.


Participou do momento, o presidente nacional da Juventude Trabalhista Conservadora, Pedro Chaves, que empossou a nova diretoria da juventude de Santa Catarina, a presidenta Mayara Maria Rodrigues Bassie e a vice Emely Harz. Tomou posse também a nova diretoria do PTB Mulher liderada por Luciana Stobe.


As falas das lideranças e coordenadores regionais foram focadas principalmente em ver que agora o conservadorismo tem uma casa onde pode ser discutido os valores em defesa de Deus, família, pátria e liberdade. “Percebi em cada olhar que estamos no caminho certo de um país conservador e livre sem ativismo judicial. O PTB representa o que todo pai de família deseja. Não somos um projeto eleitoral para a próxima eleição e sim político e com causa”, afirma Kennedy.


No final o presidente do partido convocou todos para um ato simbólico em protesto da prisão do presidente nacional, Roberto Jefferson e para no dia 7 de setembro todos irem para as ruas em favor da liberdade.