BLOG DO ESPETO - PRETO.png
  • Vilmar Bueno, o ESPETO

Encenação do Drama do Calvário em frente a matriz





São Bento do Sul

O Grupo Teatral Arno Fendrich, depois de trinta anos retoma a encenação do espetáculo “O Drama do Calvário”, no morro em frente à igreja Matriz Puríssimo Coração de Maria. A Direção é de Fábio Cesar Weiss, que desde o início do ano vem se organizando para a realização da apresentação dessa que é considerada uma mega Produção Teatral que será encenada no dia 10 de abril de 2020, sexta-feira Santa, às 19h30. Nos anos 70 e 80, o Drama do Calvário, foi considerado o segundo maior espetáculo teatral ao ar livre do Brasil, tal a grandiosidade do projeto.

O produtor Fábio, explica que em 2020, será encenado três atos: a grande marcha, a crucificação de Jesus Cristo e o Santo Sepulcro. “Venho trabalhando pelos bastidores a cinco anos e agora estamos preparando com muito carinho esse espetáculo que vai emocionar todas as idades”, afirma Fábio, revelando que o Drama do Calvário será apresentado de dois em dois anos. “É o tempo necessário para consolidar a formação do grupo em São Bento do Sul e ao mesmo tempo preparar o elenco base. A ideia é acrescentar na próxima encenação a traição de Judas ou a ressurreição. Tudo vai depender do andamento dos trabalhos, pois cada ato exige mais equipamento técnico, atores, figurantes, cenários, figurinos e mais investimentos”, enfatiza.

O diretor disse que produzir o espetáculo do Drama do Calvário vem sendo um grande desafio, pois teve que iniciar desde a base a organização. “Nossa primeira preocupação foi organizar a documentação para os registros legais, para a formação da diretoria e a oficialização do nome de Grupo Teatral Arno Fendrich, homenageando a família e o senhor Arno, que por muitos anos esteve à frente da produção do Drama em São Bento”, lembra.

O diretor disse que convidou alguns profissionais da diretoria do Grupo Teatral Arno Fendrich, para compor a linha de frente da organização do espetáculo, trata-se do Relações Públicas e professor de teatro Valderi Aci da Silva de Rio Negrinho e Helen Rose Konig Cipriano, de São Bento do Sul, que fazem o trabalho de auxiliares de direção e preparação dos atores. “São dois profissionais que tem uma grande bagagem tanto no teatro, quanto nas suas atuações nas pastorais da Igreja. Dessa forma tenho certeza que o espetáculo vai buscar uma linha ainda mais profunda de construção dos personagens, levando o público a sentir e se emocionar ainda mais com a encenação”, afirmou.

Outro desafio vem sendo a composição do elenco principal: Jesus, Maria, centurião, soldados, carrascos, Verônica, ladrões, Simão de Cirene e mulheres de Jerusalém, que já vem ensaiando desde o mês de maio. “Ainda precisamos definir os juízes e claro inscrever uma multidão de figurantes. Esperamos chegar a trezentos, para povoar o morro durante a encenação”, afirma Fábio.

Podem participar qualquer pessoa da comunidade, grupos de jovens, movimentos de casais, grupos de empresas ou terceira idade, basta se inscrever na secretaria Paróquia Puríssimo Coração de Maria. Para mais informações ligar para 3633.5057 (secretaria da paróquia), ou com o diretor Fábio pelo 99718.6664 (whatsapp), ou ainda na página do Facebook do Drama do Calvário.

O diretor Fábio disse que já são parceiros no projeto de encenação do Drama do Calvário, a Prefeitura de São Bento do Sul, Fundação Cultural e a Paróquia Puríssimo Coração de Maria, mas para a realização do espetáculo, além da comunidade, serão necessários mais apoiadores para investir na produção. Fonte: Valderi Aci da Silva