BLOG DO ESPETO - PRETO.png
  • Vilmar Bueno, o ESPETO

Darci de Matos e Adriano Silva vão para o segundo turno em Joinville



Região

O pessedista Darci de Matos tem 57 anos, é formado em Economia pela Univille e pós-graduado em Administração e Marketing. Como servidor, teve passagens pela Fundação Municipal 25 de Julho, pela Fundamas e por escolas estaduais. Foi eleito vereador de Joinville em 2000 e 2004, onde foi presidente da Câmara por duas vezes. Em 2008 e em 2016, foi candidato à prefeitura de Joinville, chegou ao segundo turno, mas não se elegeu. Em 2018, elegeu-se deputado federal por Santa Catarina.


Rodrigo Fachini (PSDB) é o candidato a vice-prefeito de Darci. Formado em Gestão Pública, Fachini teve passagem pela Secretaria de Obras do município, foi eleito vereador e chegou à presidência da Câmara.


O candidato do Novo, Adriano Bornschein Silva, tem 42 anos e é formado em Administração de Empresas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Foi diretor comercial e de marketing da empresa Catarinense Pharma, que pertence a sua família, e há seis anos é presidente da instituição. Também preside a Força Empresarial para Emergências (FEE). Há mais de 15 anos, é voluntário e faz plantão de socorrista no Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville. É a primeira vez que se candidata a um cargo público.

A candidata à vice de Adriano é Rejane Gambin, do mesmo partido. Formada em jornalismo, trabalhou como repórter, apresentadora, editora-chefe e professora.


Fernando Krelling (MDB), conquistou 48.886 e Tânia Eberhardt (Cidadania) também conquistou uma votação expressiva em Joinville, com 17.436 votos.


Troca de farpas já na noite do resultado de primeiro turno

As primeiras manifestações dos candidatos que continuam na disputa pela Prefeitura de Joinville já mostram a troca de farpas.

De um lado, Darci de Matos, experiente político que já concorreu à prefeitura em outros pleitos. De outro, Adriano Silva, estreante e jovem político do Novo.

Em declaração durante a apuração, Adriano se disse surpreso e feliz pelo acolhimento da maior cidade de Santa Catarina ao novo projeto do partido.

“Estamos muito impressionados como Joinville reagiu à mudança e está vindo junto. Isso demonstra que o projeto do Partido Novo, o projeto da mudança foi muito bem recebido na cidade”, disse.


Já Darci de Matos respondeu ancorado na experiência. “A maior cidade do Estado não pode ficar na mão de quem não tem experiência. No segundo turno, a população poderá comparar quem tem experiência e quem não tem”, salientou.

A apuração em Joinville atrasou e só foi definida por volta das 23h.

Fonte: ND