BLOG DO ESPETO - PRETO.png
  • Vilmar Bueno, o ESPETO

Coronavírus em SC: Chegada do frio aumenta importância do distanciamento social



O governador Carlos Moisés e o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, reforçam a necessidade do distanciamento social em Santa Catarina com a chegada do inverno. Em entrevista coletiva concedida na tarde desta quarta-feira, 6, ambos destacaram que essa estação é naturalmente marcada por um aumento dos casos de doenças respiratórias, o que deve ser agravado com a pandemia de Covid-19.

“Durante esse período, precisamos redobrar os cuidados, evitando aglomerações. A queda de temperatura reforça a necessidade de nos atermos às normas de distanciamento social”, afirma o governador.


Segundo Motta Ribeiro, a questão climática é um fator que deve ser levado em consideração pela população, uma vez que o frio leva a um aumento das doenças respiratórias. Ele reforçou o pedido para que todos utilizem máscaras e higienizem as mãos com frequência.

“O inverno está chegando e com ele surgem outras síndromes respiratórias. Esse cuidado redobrado pode fazer a diferença para evitar uma sobrecarga do nosso sistema hospitalar. Nosso objetivo é garantir que ninguém fique sem o tratamento adequado, e para isso a colaboração de todos é imprescindível”, destaca o secretário da Saúde.

O secretário também reforçou que a taxa de ocupação dos leitos de UTI exclusivos para Covid-19 está em 17,2%, o que representa um quadro favorável para o Estado. Ele também lembrou que a taxa de letalidade está em cerca de 2%, contra 6,6% da média nacional.

Últimos números

Santa Catarina chegou aos 2.917 casos confirmados de Covid-19. O dado foi divulgado pelo governador Carlos Moisés por meio de entrevista coletiva nesta quarta-feira, 6. A doença respiratória já causou 59 mortes no estado desde o início da pandemia. O óbito mais recente a entrar nos registros foi o de um homem de 80 anos, morador de Siderópolis, falecido no último dia 30. Ele apresentava comorbidades.