BLOG DO ESPETO - PRETO.png
  • Vilmar Bueno, o ESPETO

Combate à dengue precisa continuar mesmo nos dias frios



São Bento do Sul

Com a chegada do frio no estado, a população não deve se descuidar das medidas de prevenção da dengue, em função da aparente redução de mosquitos Aedes aegypti. Por conta disso, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE/SC) alerta que os cuidados devem ser mantidos durante todo o ano.


“A população de mosquitos diminui, porém, os ovos do mosquito podem sobreviver até um ano e meio em recipientes secos. E para o ovo eclodir é preciso que ele entre em contato com a água. Se o local em que ele foi depositado não for protegido corretamente, ele ficará ali esperando o momento propício para dar origem a um novo mosquito”, alerta João Augusto Fuck, diretor da DIVE/SC.

Portanto, é necessário manter os cuidados e as medidas de prevenção durante todo o ano.


O que fazer? - Evite usar pratos nos vasos de plantas; Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo; Mantenha lixeiras tampadas; Deixe os tanques utilizados para armazenar água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d'água; Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água; Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana; Mantenha ralos fechados e desentupidos; Lave com escova os potes de comida e de água dos animais, no mínimo uma vez por semana; Retire a água acumulada em lajes; Limpe calhas, evitando que galhos ou outros objetos não permitam o escoamento adequado da água; Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em vasos sanitários pouco usados e mantenha a tampa sempre fechada; Evite acumular entulho, pois podem se tornar criadouros do mosquito.


Em São Bento – Somente neste ano, 63 focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus da dengue, chikungunya, zika vírus e da febre amarela, foram encontrados pelos agentes do Programa de Combate à Dengue.

Assessoria de Comunicação Prefeitura de São Bento do Sul