• Vilmar Bueno, o ESPETO

Ciranda Política


Não dá pra entender

Em São Bento do Sul, a secretária de saúde, Carmen Binotto, tem sido duramente criticada pela presidente da Câmara, Carla Hofmann – PSD, pela líder do governo, Terezinha Dybas – PSDB, e por todos os demais vereadores, tanto da situação, como da oposição.


Não dá pra entender II

Sem falar que a secretária também recebe críticas dos servidores, dos médicos e da comunidade. É uma situação tão estarrecedora, que só falta Carmen demitir o prefeito e tomar conta de tudo.


Ou então

O prefeito Tomazini, o vice Dr. Tirso, e os demais tucanos de penacho nobre, estão, como dizem pelas ruas da cidade – com o rabo preso com a secretária. Pois não tem outra explicação.


Enquanto

Isso a Câmara ao invés de discutir outros projetos para o desenvolvimento da cidade, se presta em todas as sessões, criticar, criticar e criticar, e o prefeito nem bola para isso tudo. Sem falar que a secretária esteve na Câmara, e ainda saiu por cima e com o nariz empinado, culpando inclusive a comunidade pelos problemas da saúde. É o fim da picada.


É uma

Pena que a decoração de Páscoa, na Praça dos Imigrantes, ainda não esteja completa. Enquanto outras cidades, como Pomerode e cidades vizinhas já recebem visitantes e famílias com crianças, e que trazem dinheiro para a cidade.


Mas

Afora toda essa celeuma com a secretária de saúde, as obras de pavimentação no acesso ao Loteamento Alpestre e as ruas do Loteamento Itália, finalmente saíram do papel. E a comunidade agradece. Mas ainda não vi máquinas na Estrada Dona Francisca.


Outra coisa

Quando Tomazini começar a inaugurar essas obras de pavimentação e entrega de casas no Santa Fé, não pode esquecer de convidar o ex-prefeito Magno Bollmann, que deixou essas obras todas encaminhadas.


E agora

O prefeito de Rio Negrinho, Caio, que trocou o PL pelo Republicanos, acompanhando o governador Carlos Moisés, deverá ir para a rua pedir votos para reeleger o governador, e também para mostrar que tem força política – nem que tenha que comprar toda a produção de canecos de chopp para distribuir, e claro, com o chopp junto.



Só para entender

A prefeitura vai gastar R$ 6.257.888,00, para realizar o tal geoprocessamento, onde o resultado do serviço através de imagens aéreas e o rastreamento a laser da superfície a partir de sobrevoos com avião. Além disso, toda área urbana disporá de imagens terrestres tomadas por veículos a partir dos logradouros públicos. Em seguida, todos esses dados serão processados por softwares que identificam a ocupação existente na área urbana e de expansão urbana para posterior conferências em campo e comparação com a documentação e os históricos existentes.


Só para entender II

Ou seja, depois de todo esse gasto, as pessoas ainda terão que percorrer essas ruas, para conferir as fotos do avião. Espero que não sejam os fiscais da prefeitura que terão que marchar pelas ruas. Me poupe! E sabe por que tudo isso, para cobrar mais IPTU de nós pobres contribuintes. Para o vereador Sabino, um drone poderia fazer esse serviço.


Quem renuncia!?

Parece que somente dois prefeitos devem mesmo deixar a prefeitura, para concorrer ao governo do estado. Gean Loureiro, prefeito – União Brasil da capital e Antídio Lunelli – MDB de Jaraguá do Sul. Já o prefeito de Chapecó, João Rodrigues, e o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro - PSDB, estão fazendo as contas se vale a pena. O mesmo raciocínio serve para Fabrício Oliveira, de Balneário Camboriú.