• Vilmar Bueno, o ESPETO

Ciranda Política

Recadinhos do coração!

Em São Bento do Sul na atual gestão de Tomazini e Tirso, o planejamento parece ficar em último lugar. Uma prova é que será investido R$ 20 milhões para a Avenida dos Imigrantes, mas para atender aqueles recadinhos do coração, as tais Cartinhas das promessas, nada foi planejado. Mas é sempre assim, prometer é o que vale para ganhar a eleição...Depois o povo QSF...


Falando em Planejamento

Já se passaram um mês e nada do início das obras no acesso do Alpestre e nas ruas do Loteamento Itália. Será que as empresas desistiram.


UPA

Já no caso da UPA, que iniciou no governo de Magno Bollmann e Marcio Dreveck, a atual gestão tem só a metade da responsabilidade. Mesmo assim, irão investir mais de R$ 12 milhões para construir um tipo de posto de saúde de luxo. Já que vai atender apenas consultas para dor na coluna, gripe, e outros procedimentos. Porque no caso de casos mais graves de urgência e emergência, vai tudo para nosso “querido” hospital.


UPA II

A pergunta que fica é a seguinte, por que não se constrói a UPA ao lado do Hospital Sagrada Família, onde hoje está a pracinha, pois ficaria interligada ao hospital, para atender casos graves. É uma sugestão!


Já faz

15 dias que o prefeito Tomazini assinou a ordem de serviço para as seguintes obras:

“O acesso ao Alpestre é feito pela Rua Francisco Eckstein e o custo da obra é R$ 1.606.423,23, com prazo de conclusão da obra de quatro meses. No caso do Loteamento Itália, são quatro as ruas que fazem ligação entre a rodovia SC-418 e o bairro Progresso. Serão pavimentadas a Gustavo Germano Brand, a Beatriz Klaumann Weber, Alvin Moretti e Wally Weber Moretti. O custo das obras é de R$ 2.331.880,77, também com prazo de quatro meses para serem finalizadas. Todas estão sob responsabilidade da empreiteira Paviplan.”

Só para

Lembrar – O Ministério Público de Santa Catarina – MPSC, tem denunciado prefeitos, ex-prefeitos, e assessores de comunicação, por confeccionaram e veicularem materiais publicitários com o propósito de promoverem pessoalmente Prefeito e Vice-Prefeito. Após confeccionados, os materiais eram publicados no site oficial do Município e em jornais de circulação local, e as inserções eram pagas com recursos municipais. Estão avisados!


Ontem

O engenheiro civil, Marcelo Laines Milla, contestou a nota sobre a cadeira de diretor da Defesa Civil em São Bento do Sul, ainda estar vazia. Disse que continua respondendo interinamente por lá. Tudo bem – por que algumas cadeiras de secretarias, mesmo estando ocupadas, parece que também continuam vazias.