• Vilmar Bueno, o ESPETO

Ciranda Política

Educação

O secretário de educação de São Bento do Sul, professor Josias Terres, divulgou ontem um resumo dos trabalhos realizados pela sua equipe em 2021.


Educação II

Entre os principais dados, ele apontou – O Ensino remoto, alteração de layout das salas de aula para adaptação a pandemia... protocolos de segurança contra a covid-19, retorno presencial dos servidores, dos estudantes... vacinação dos profissionais da educação, distanciamento social, máscaras, álcool gel e tantas outras aquisições nunca tão realizadas antes. “Quanta novidade”, comemora Josias.


Educação III

Também falou sobre a criação do Núcleo Digital, Portal EducaMais com mais de 5 mil aulas gravadas. Pela modernização das salas de aula, onde foram contempladas com a aquisição de 200 SmartTVs. Adquirimos 450 chromebooks com laboratórios móveis equipados para uso dos estudantes e plataformas tecnológicas educacionais.

Na mesma ocasião, agradeceu aos mais de 10 milhões de reais em investimentos em obras, reformas, ampliações de 16 novas salas de aula e construções realizadas nas unidades educacionais com readequações de espaços, pinturas, troca de pisos para ofertar aos alunos e servidores ambientes educacionais mais agradáveis e revitalizados. Bem como, os mais de 15 milhões de reais em captação de recursos a nível estadual e federal, foram idas e vindas a Florianópolis e a Brasília.


Educação IV

E ainda, a aquisição de notebooks para a Educação infantil e está prevista a entrega para os outros professores no início de 2022, reflexo do excelente trabalho que desenvolvem. A internet adquirida para as escolas passou de 10 Mbps para 100Mbps conectando a educação com mais conhecimento e oportunidades.


Educação V

Bem como, a aquisição de laboratórios móveis de ciências aliando a teoria à prática com experimentações em qualquer lugar do ambiente escolar pela praticidade dos equipamentos. Gratidão pela aquisição de 450 câmeras de monitoramento promovendo mais segurança em tempo real para servidores, estudantes e comunidade escolar. E a internet adquirida para as escolas passou de 10 Mbps para 100Mbps conectando a educação com mais conhecimento e oportunidades.


Educação VI

Com certeza os milhões conseguidos para o setor de educação, junto aos governos federal e estadual, tiveram a participação mais que importantes, e efetiva dos vereadores, que junto a seus deputados e senadores, agiram com maestria em prol do município.


Colombo alerta

Proposta aumenta as despesas de pessoal em R$ 1,3 bilhão em 2022. O ex-governador Raimundo Colombo se manifestou sobre o “pacotaço” de reajustes e gratificações do Governo do Estado que está na Assembleia Legislativa. “Você está vendo alguma empresa aumentando seus custos de forma irresponsável, alguma família assumindo compromissos para o futuro sem ter como honrar? Algum governo fazendo um aumento enorme de despesas? Tem um que está fazendo, o Governo de Santa Catarina”, afirma.


Colombo alerta II

As medidas propostas aumentam as despesas de pessoal em R$ 1,3 bilhão em 2022; e em R$ 1,4 bilhão em 2023. “Isso é impagável, é irresponsável. E pior, o aumento não tem critério de justiça, não tem critério técnico, é resultado de pressão e de grupo de interesses. A grande maioria não se justifica”, acrescenta Colombo. O ex-governador demonstra preocupação com a sustentabilidade financeira do Estado. “Santa Catarina está comprometendo o seu futuro com esse aumento”, alerta.


Podemos/PSD/Republicanos

O presidente de honra do Podemos em Santa Catarina, Paulinho Bornhausen, tem defendido uma coligação, ou aliança, entre o Podemos, o PSD e o Republicanos, com vistas às eleições estaduais de 2022. E não descarta conversar com o DEM. O herdeiro político de Jorge Bornhausen, também tem elogiado, o deputado federal Carlos Chiodini – MDB e o prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli – MDB. Muitas conversas ainda irão acontecer até 2022. É esperar para conferir!


Deu uma baixadinha!

Nossa, os deputados e senadores, ouviram o clamor das ruas e diminuíram o fundo eleitora, dos R$ 5,1 bilhões proposto pelo relator, e diante do clamor das ruas, ficou na ‘bagatela’ de R$ 4,9 milhões. Esses canalhas estão de brincadeira. Na prática, o recurso para financiamento das campanhas políticas no ano que vem será 144% maior do que o valor destinado na eleição de 2020. Mas o eleitor tem o maior poder de todos, o Título de Eleitor, para varrer esses mal acabados que votaram a favor...