• Vilmar Bueno, o ESPETO

Ciranda Política

Terceirização

Por 6 votos a 4 foi aprovada a terceirização de serviços na prefeitura de São Bento do Sul. Na sessão de ontem, os vereadores Carla Hofmann -PSD, Ângelo Peschiski - MDB, Dr. Darlan - Cidadania, Luiz Pesenti - PSD, Terezinha Dybas - PSDB e Magrão – PSDB, votaram a favor e os vereadores Chicão - PP, Zuleica Voltolini - PP, Paulo Zwiefka e Hélio Alves, ambos do DEM votaram contra.

Terceirização II

E com isso, o Projeto de Lei do prefeito Tomazini, extingue os cargos de serviços gerais e auxiliar de serviços gerais. A partir de agora o executivo pode terceirizar a contratação desses profissionais. Como já acontece com os vigias, cujos cargos também foram extintos.

Terceirização III

Durante a sessão alguns servidores que são concursados nesses cargos, estiveram presentes, e portando cartazes manifestaram sua contrariedade e indignação, mas pelas frases cobravam muito mais reconhecimento e melhores salários. Até porque, esses servidores não serão prejudicados em suas funções.

Terceirização IV

A polêmica sobre o projeto da terceirização, aconteceu muito mais pela disputa acirrada entre a oposição e a situação. Durante os últimos dias, havia incógnita sobre os votos dos vereadores Peschiski e Hélio Alves, de que os dois votariam contra o projeto do prefeito Tomazini. Mas isso não se confirmou, Hélio votou contra e Peschiski a favor.

Terceirização V

E como se diz por aí, em política a equação é simples, ou seja, a situação vota com o prefeito e oposição vota contra. E isso ontem ficou bem evidenciado, até porque, os vereadores que hoje apoiam o prefeito Tomazini, também, indicaram seus apadrinhados em cargos comissionados. O que de certa forma é muito mais do que normal.

Resumindo

Para a oposição, neste momento, cabe apenas o sagrado “direito” de gemer! E como bem escreveu o escritor francês, Joseph Joubert – “Em política, sempre é preciso deixar um osso para a oposição roer.”

Vai que cola!

Já sobre o requerimento de informações dos vereadores Zwiefka, Chicão e Zuleica, que convocava a secretária de saúde e o Ipresbs, Carmen Binotto, para darem explicações, foi derrotado por seis votos contra, dos vereadores Peschiski, Hélio, Terezinha, Pesenti, Magrão e Dr. Darlan. A ideia era impedir a votação do projeto da terceirização, mas não colou!

Saúde

A secretaria de saúde de São Bento do Sul, enviou release para a imprensa, onde presta contas de ações e serviços prestados pela pasta. O estranho, é que foi no mesmo dia que havia um requerimento tramitando na Câmara, que convocava a secretária para prestar esclarecimentos.


Saúde II

Entre os dados apresentados pela equipe técnica da saúde, estão alguns que são estarrecedores e chamam a atenção, já que nada mais nada menos do que 26.125 pessoas não compareceram nas consultas agendadas, somente em 2021. Um prejuízo irreparável ao sistema e gestão dos postos de saúde, sem falar da perda de tempo dos servidores. No ano passado foram 15.641 e, em 2019, 22.340 pessoas deixaram de comparecer às consultas.


Saúde III

Outros dados apontam que somente nas unidades de saúde do município, foram 440.236 atendimentos. Em termos comparativos, em 2020 foram 321.316 e, em 2019, 394.619.


Saúde IV

Outro dado levantado pelo blog, se trata das despesas até novembro deste ano. Foram gastos em São Bento do Sul, R$ 41,8 milhões, ou seja, 24%, conforme aponta o Relatório Resumido de Execução Orçamentária. Pela Constituição Federal, é obrigatório gastar pelo menos 15% do orçamento.


Progressistas

Ontem a presidente do PP de São Bento do Sul, advogada Sandra Jelinski, disse em alto e bom som, “de que o ex-prefeito Magno Bollmann, não terá o apoio do partido caso insista em concorrer a deputado estadual.


Progressistas II

A ideia defendida dentro do partido, é que Silvio Dreveck, que busca uma vaga de deputado federal, possa realizar a tal “coligação branca”. Ou seja, fazer dobradinhas com candidatos a deputado de outros partidos, que por ventura sejam candidatos na região. No caso específico de São Bento Sul, poderá ser com ​ a ​pré-candidata, vereadora Carla Hofmann ou Ismar Becker​,​ ambos do PSD. É esperar para conferir!


Tucanos

Ontem perguntei ao vice-prefeito de São Bento do Sul, o médico cardiologista Dr. Tirso Hummelgen, se ele está avaliando a possibilidade de concorrer a uma vaga a deputado federal, ele se limitou a dizer “ainda não decidi”. Essa resposta, com certeza, cria um ​alvoroço nos meios políticos e nas intenções de vários pré-candidatos na região. Sem falar que Tirso seria um nome sem rejeição e poderia atrapalhar as intenções de Silvio Dreveck aqui na região. Também é esperar para conferir!


Indignado!

O senador catarinense, Esperidião Amin – PP, ao se manifestar na comissão Mista de Orçamento (CMO) nesta segunda-feira (6), em relação ao descaso com Santa Catarina na retirada de recursos para obras de rodovias catarinenses. O governo Bolsonaro cortou R$40 milhões de duas rodovias catarinenses.

“Politicamente é uma desconsideração com Santa Catarina. Mas do ponto de vista legal, uma exorbitância grave a legislação que versa sobre programação e execução do orçamento federal. Isso tudo se refere a 2021″.


Indignado II

Uma pergunta que não quer calar - o presidente Bolsonaro não obteve 75,92% dos votos dos catarinenses, contra 24,08 do petista Fernando Haddad. Então por que o descaso!


Tiro certo!

Oficial da reserva, o governador Carlos Moisés (sem partido), prestigiou a formatura de 42 aspirantes a oficial da Polícia Militar de Santa Catarina. As próximas turmas de cadetes terão um incentivo e tanto para encarar os dois anos de estudos. Moisés sancionou há semanas o aumento de quase 300% nos salários, que vão passar dos R$ 15 mil. Uma canetada com endereço certo, as urnas em 2022.


Conselho da Comunidade

Na semana passada o presidente da câmara o vereador Arlindo André da Cruz (Piska), acompanhado pelo vereador Rodrigo dos Santos (Dido,) estiveram reunidos juntos com prefeito, secretários e com juiz Rubens Ribeiro da Silva Neto, a fim de tratar e dar continuidade aos trabalhos desenvolvidos pelo Conselho da Comunidade. Em uma reunião de pouco mais de uma hora Dr. Rubens apresentou os trabalhos desenvolvidos pelo conselho explanando a importância de inserir o apenado no contexto da sociedade. Seus trabalhos foram reduzidos devido à pandemia de COVID-19 mas voltará com força total em 2022.