• Vilmar Bueno, o ESPETO

Ciranda Política

Gestão tucana

O governo de Tomazini, em São Bento do Sul, nem completou um ano, mas tem sido criticado por não ter cumprido suas promessas de campanha. Pelo menos já são 114 comissionados, e nada de reforma administrativa para cortar secretarias e ou autarquias. Gestão tucana II Sem falar de seu primeiro escalão, que também tem recebido críticas dos próprios servidores efetivos, além da companheira e apoiadores. E isso passa principalmente pelas secretarias de Desenvolvimento Econômico, Agricultura, Planejamento e Saúde. Sem citar Obras. Mas ainda dá tempo de corrigir a navegação, com uns tapas na mesa, ou então fazer um Ctrl-C-Delete. Gestão tucana III Sem falar de alguns diretores nomeados, que até o momento não disseram a que vieram. Também sem o mínimo de conhecimento da área que foi nomeado. Pense no abacaxi que tem o prefeito. E pelo andar da carruagem, parece que somente a Educação está velejando em mar de tranquilidade. Gestão tucana IV Mas pelo andar da carruagem, e bem no estilo Tureck e Magno, ninguém ou poucos serão trocados. Claro, a companheirada precisa pagar os financiamentos de caminhonetes novas em 48 vezes. Gestão tucana V E se a nave tucana naufragar, em 2024 também os partidos aliados, terão muitos “homens ao mar”. Moro O Instituto Paraná fez o seguinte questionamento - O ex-ministro Sérgio Moro deve ser candidato a presidente? 57,7% dos entrevistados não consideram adequada sequer sua postulação à presidência. Moro II Ou seja, pouco mais de um terço aprova a empreitada, o que é um índice baixíssimo. Isso que nem estamos falando de intenção de votos, que é o que define pleitos. Então aquela turma que já andava dizendo por aí que com Moro de candidato se elegeria senador ou até governador, alto lá. Moro III

Sérgio Moro pode até ser candidato e crescer. Pode até dar uma quebrada nessa nefasta polarização entre extrema direita e esquerda, mas longe de algo estar bem. Ele deve se filiar no Podemos no próximo dia 10.