BLOG DO ESPETO - PRETO.png
  • Vilmar Bueno, o ESPETO

Ciranda Política

MDB

O ex-vereador e ex-prefeito advogado Fernando Mallon, declarou que vai se afastar do diretório do MDB, nas eleições que ocorrem ainda este ano.


MDB II

O partido hoje é presidido pela ex-vereadora Adriane Ruzanowsky, mas que também não demonstra muita vontade de continuar no comando. As opções do partido recaem sobre a ex-candidata a vice, professora Eliane Hubl.


MDB III

Mas nem Eliane, pelo que tudo indica, também está preparada para assumir o partido, principalmente porque vem aí um ano eleitoral. As demais opções são o ex-vereador Lírio Volpi, e a própria Luiza Mallon. E claro, o vereador Angelo Pechiski. É esperar para conferir!


Balela

E o vereador Paulo Zwiefka – DEM, continua sua saga de cobranças feitas contra Tomazini, devido a promessas não cumpridas. E Paulo tem razão, tudo que prometeu, principalmente o de diminuir os cargos comissionados, foi tudo balela.


Balela II

Hoje quem acompanha as sessões da Câmara de São Bento do Sul, parece que estamos a 20 anos atrás. Pois as cobranças e críticas dos vereadores a administração, são as mesmas – nomeações de comissionados sem a mínima experiência, falta de médicos, ruas esburacadas, e promessas de campanhas não cumpridas.


Bem relacionado

Mesmo não se elegendo, Silvio Dreveck – PP, depois que assumiu como suplente de deputado, parece que se reinventou. Pois tem sido procurado por vereadores e prefeitos de todos os municípios do estado.


Bem relacionado II

E tudo isso, porque Silvio tem um bom trânsito no governo de Carlos Moisés. Uma prova disso são os projetos de infraestrutura, que serão anunciados na próxima quinta-feira, quando o governador estará em São Bento do Sul.


Silêncio

Depois de uns “pega pra capar” entre os vereadores de oposição e situação em Campo Alegre, parece que resolveram ficar em silêncio. Tudo quieto, todos calados.


“Não é nosso partidário”

A direção do Podemos de São Bento do Sul, emitiu nota oficial, informando que o novo secretário de administração, Maykel Laube, é filiado no Podemos de Schroeder. Frisando que o partido aqui não participa do governo do Tomazini.


Perdeu!

Os vereadores de Rio Negrinho, aprovaram a devolução ao município de um terreno que foi doado aos pastores da Igreja Evangélica Assembleia de Deus. Mas isso levou 32 anos. Nossa, que agilidade.