BLOG DO ESPETO - PRETO.png
  • Vilmar Bueno, o ESPETO

Ciranda Política


Casos Gravíssimos

E vem da secretaria de saúde de São Bento do Sul. Já chegaram ao conhecimento do Ministério Público, denúncias de que servidores da saúde, supostamente estariam acessando o prontuário de pacientes sem autorização plausível.


Casos Gravíssimos II

Tipo assim, uma servidora ou servidor da secretaria, por não gostar muito de alguém, acessa o prontuário e sai por aí falando de suas doenças e ou sequela.


Casos Gravíssimos III

Realmente, muito grave. Com certeza isso vai dar cadeia. Até por que, o sistema deixa registrado o log do mal acabado que acessou. Pois normalmente quem pode acessar esses prontuários, são via de regra o médico e a enfermeira para atualizá-los.


Mais casos

Outro caso que deve parar na justiça, até por que o diretor do caso dos X-Salada, no Roberto Berti, já contratou um advogado para, além de provar sua inocência na justiça, vai processar a tal professora que fez até um BO, sobre o fato de que segundo o diretor que até perdeu o cargo, também afirma que não houve nenhum desvio de dinheiro.


Mais casos II

E as provas de tudo isso, são os prints das conversas entre os dois. Na realidade, todos sabem que foi uma retaliação e perseguição política.


Infraestrutura

As obras nas rodovias federais de Santa Catarina vão avançar. A garantia foi dada pelo ministro Tarcísio de Freitas, nesta terça-feira (17), depois de mais de 6 horas de audiência pública na Comissão de Infraestrutura do Senado. A reunião intermediada pelo senador Dário Berger, presidente do colegiado, marcou o fim de um impasse, especialmente com relação a destinação dos recursos dos catarinenses para as obras na BR 470 no Vale do Itajaí; para a BR 280 entre Joinville e São Francisco do Sul, no Norte de SC; e para a BR 163 no Extremo-Oeste.


Infraestrutura II

Já aqui no Planalto Norte, a SC-477, que liga a BR-116 – Papanduva/Major Vieira/Canoinhas, continua em péssimas condições. Isso sem falar da Serra da Dona Francisca e o trecho da BR-280, entre São Bento do Sul até Rio Negrinho. Aqui nem uma audiência pública com o Papa, vai resolver em curto prazo. E sem deputados eleitos, a região está muito mais abandonada.