• Vilmar Bueno, o ESPETO

CIRANDA POLÍTICA

Polêmica Depois da decisão do prefeito Tomazini em retirar as floreiras das Ruas Jorge Zipperer e Thomaz Vidal Teixeira, muita polêmica se formou.

Polêmica II Tanto é que o ex-prefeito Magno Bollmann e o ex-secretário de Planejamento e Urbanismo, Luiz Claudio Schuves, protocolaram um ofício ao Ministério Público – MP, solicitando investigação acerca da dilapidação do patrimônio público. “Pois alguns milhares de reais estão sendo simplesmente “jogados no lixo”, alegam no referido ofício.

Polêmica III Por outro lado, a assessoria do prefeito Tomazini, explica que a retirada se deve por dois fatos importantes. Um deles diz respeito que as flores foram plantadas no asfalto, e, portanto, não conseguem sobreviver por muito tempo, sem falar que mesmo quando chove a água não fica no canteiro.

Polêmica IV Outro fato é em relação aos espaços limitados para que caminhões possam manobrar em alguns pontos, o que vem causando a destruição, quase que diária dos canteiros. Sem falar que não foram cumpridas as leis de trânsito, quando de sua implantação.

Polêmica V A prefeitura também anunciou esta semana, que irá realizar alguns testes em trechos de ruas do anel central da cidade, com vistas a mudanças. Entre eles, Benjamin Constant, Barão do Rio Branco e Capitão Ernesto Nunes. E após esses testes será então apresentado um projeto através de uma audiência pública, antes de oficializar qualquer mudança.

Palavra Livre Aproveitando a semana da mulher, hoje a partir das 18 horas, no Programa Palavra Livre, no Studio X, iremos entrevistar as três mulheres eleitas vereadoras em São Bento do Sul. Carla Hofmann – PSD, Zuleica Voltolini – PP e Terezinha Dybas – PSDB.

Um pouco de poesia... Sobre a saída do procurador jurídico da prefeitura de São Bento do Sul: “...De tanto leva frechada do teu olhar Meu peito até parece sabe o que? Taubua de tiro ao Álvaro Não tem mais onde furar (não tem mais)...” (Autores: Adoniran Barbosa e cantada com maestria pela saudosa Elis Regina, e ontem também por alguns servidores efetivos. Fato político Mesmo com novas notícias a cada segundo sobre o avanço da pandemia, um fato esta semana tomou conta dos jornais, e a mídia nacional, que foi a decisão do ministro Edson Fachin, de anular todas as decisões tomadas pela 13ª Vara Federal de Curitiba, que conduz a Lava-Jato, em quatro processos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Como consequência, ficam anuladas todas as condenações proferidas contra o petista, que retomará seus direitos políticos. Fachin determinou que os processos sejam reiniciados, da estaca zero, na Justiça Federal do Distrito Federal.

Fato político II Com certeza a provável polarização entre Lula e Bolsonaro em 2024, é nefasta e prejudicial para todo o país. Mas a população brasileira e a catarinense precisam raciocinar na direção de outras alternativas, onde se possa efetivamente apostar no futuro. Pontuando que Bolsonaro é sinônimo de despreparo. Mas de outro o estrago seria bem maior. Ou seja, Lula é sinônimo de corrupção. E isso vai estar em nossas mãos em 2022. E nossa única arma se chama Título de Eleitor.