BLOG DO ESPETO - PRETO.png
  • Vilmar Bueno, o ESPETO

CIRANDA POLÍTICA

Reajuste Um dos pontos discutidos e solicitados pelo Sindicato do Servidores, em São Bento do Sul, se trata da mudança da data base anual para a revisão e reajuste. O sindicato defende que seja em fevereiro. Hoje essa data é em maio. O reajuste deve ser de 4,5%.

Reajuste II E pela primeira vez o executivo aceitou a sugestão do sindicato, e o prefeito Tomazini deve enviar um projeto de lei para a Câmara aprovar ainda em fevereiro. “A meta é aprovar ainda em fevereiro, pela variação dos últimos 12 meses, para que o reajuste possa ser pago já na folha do próximo mês”, ressalta Tomazini.

Reajuste III Com relação ao período em que não houve reajuste - maio de 2019 a fevereiro de 2020, a princípio o índice ficará fora do reajuste, já que, segundo o secretário municipal de Finanças Marcos Rodrigo Schuhmacher, não foi previsto um reajuste que abrangesse um período tão longo. "Teremos que acompanhar a arrecadação da Prefeitura no decorrer deste ano para permitir a reposição integral", afirmou o secretário.

Polêmica A determinação do secretário de obras, Jairson Sabino, de que a partir de agora os servidores da pasta devem trabalhar vestindo calça comprida e sapato fechado, causou algumas críticas nas redes sociais. Claro, que não precisa ser de coturno.

Polêmica II Mas convenhamos, tinha alguns servidores que vinha trabalhar de bermuda e chinelo. Como iria entrar em uma valeta colocar tubulação, e ou dirigir uma máquina pesada. Sem falar que isso dá mais segurança ao próprio trabalhador.

Bens bloqueados O Ministério Público de Santa Catarina, obteve o bloqueio no valor de R$ 645,9 mil, do ex-prefeito de Rio Negrinho, que supostamente teria dobrado o salário da esposa, Mariza Aparecida Purim, através de 100% de gratificação. Outro fato da denúncia fala de nepotismo.

Vacina Os municípios da região receberam nesta terça-feira, mais um lote da vacina Oxford-AstraZeneca. São Bento do Sul receberá 330, Rio Negrinho, 170 e Campo Alegre, 40 doses. Bem diferente da quantidade anunciada pelo site do governo do estado.

Bastidores Notícias de bastidores dão conta, que está havendo um ‘chiado’ na comunicação entre a ante sala do governo de Tomazini e os secretários. Parece que alguém está mandando mais do que lhe é permitido, e pior, sem ter muito conhecimento de gestão pública.

Bastidores II O secretário de obras, Jairson Sabino e o assessor de gabinete, advogado Luiz Novaski, que sempre foram críticos às gestões passadas, agora que fazem parte do governo, descobriram que o buraco é bem mais embaixo. Ou seja, de um dia para outro tiveram de esconder as pedras e cuidar das vidraças.