BLOG DO ESPETO - PRETO.png
  • Vilmar Bueno, o ESPETO

Ciranda Política

Representação

Por 8 votos a favor e 2 contra Câmara de Vereadores de São Bento do Sul acata representação contra os vereadores Peti e Marco Redlich, ambos do PP, por falta de ética.

Vereadores que votaram contra, Elisete kindler (suplente) e Wotroba, ambos do PP, e a favor Edi -PROS, Bogo - PODEMOS, Mallon - MDB, José Carlos Fernandes - PP, Daguimar - PSL, Paulo Zwiefka - DEM e Jaime Lima e Sabino, ambos do PSDB.


Representação II

A representação foi protocolada pelo advogado Luiz Novaski, por supostamente os vereadores Peti e Redlich, teriam recebido vantagens financeiras, por ceder a vaga aos suplentes, José Carlos Fernandes e Daiana Spezia. Os dois vereadores denunciados, receberam os valores de R$ 4.296,00, Peti e Redlich, R$ 4.407,00, do próprio partido, onde inclusive assinaram os referidos recibos.


Representação III

A partir e agora duas comissões irão investigar os fatos apontados na representação, num prazo de 90 dias, que poderá ser prorrogado.


Representação IV

O vereador Marco Redlich, falou que não existe nenhuma ilegalidade no recebimento desses valores, e que no decorrer das investigações, será esclarecido. “Nunca cometemos falta de ética na Câmara, nem eu nem o vereador Peti”, enfatizou.


Representação V

O vereador Fernando Mallon – MDB, sobre a representação deixou claro, que o ônus da prova cabe ao denunciante.


Ninguém tem culpa

O vereado Marco Redllic – PP, sobre o questionamento da falta de documentação que atrasou a liberação do financiamento para pavimentação de tuas da cidade, “ninguém teve culpa, nem a prefeitura, muito menos a Câmara”, enfatiza Redlich.


Eleições

A menos de 20 dias das eleições em São Bento do Sul, acredito de que quem já decidiu o seu candidato, não volta mais atrás. Agora os candidatos devem correr atrás dos 30% que ainda não decidiram. E para isso precisam acelerar a campanha, e principalmente aparecer na mídia.


Assume hoje

Daniela Reinerh (sem partido) se torna, oficialmente, na manhã desta terça-feira (27), governadora interina de Santa Catarina. Esta é a primeira vez na história do Estado que uma mulher se torna chefe do Executivo Estadual. As 09:30 realiza a primeira reunião com o colegiado, após concede entrevista à imprensa. A expectativa é se vai mudar os secretários. Moises pediu para mantê-los