BLOG DO ESPETO - PRETO.png
  • Vilmar Bueno, o ESPETO

Ciranda Política

Louvável

A atitude do diretor de esportes da prefeitura de São Bento do Sul, Sylvio Munhoz, foi no mínimo sensata, ao pedir exoneração do cargos, sob a alegação de que neste momento os esportes estão suspensos devido a pandemia. E com isso diz Munhoz que a prefeitura pode economizar o seu salário. Agora o que se espera é que o prefeito Magno Bollmann – PP, não contrate ninguém para que essa economia continue.


Louvável II

Alguns outros comissionados deveriam seguir a atitude de Sylvio Munhoz, principalmente aqueles que já são aposentados e recebem uma bolada todo mês. Mas aí já seria pedir demais.


Arvores

O vereador Jairson Sabino – PSDB, voltou a cobrar que a Defesa Civil possa cortar as árvores que durante o ciclone bomba, foram responsável por 70% das quedas em postes de energia e casas. Para isso o vereador cobra uma lei específica para que isso possa acontecer. Os vereadores Mallon, Edi, Redlich e Ziwiefka também cobraram ações para que se possa cortar as arvores.


Arvores II

O vereador Edi informou que hoje se cobra R$ 1.200,00 para o corte de uma árvore. “E pior não se pode aproveitar”, destacou.


Defesa Civil

A Defesa Civil - DC de São Bento do Sul, foi cobrada ontem pelos vereadores. Principalmente pela forma que atuou. Para o vereador Daguimar as mais de 280 residências atingidas, durante o ciclone. Pediram através do rádio que os atingidos deveriam procurar as lonas e ou telhas na DC. “Mas quem deveria ir até os atingidos é a DC”, criticou.


Defesa Civil II

Mas se até hoje a DC não tem nem uma caminhonete para socorrer as famílias, o que esperar. Apesar que na DC tem funcionários capacitados, mas não estão no comando.


Defesa Civil III

O vereador e ex-prefeito Fernando Mallon – MDB, voltou a falar dos exemplos quando prefeito. Destacou que em um dia que houve uma pedreira de ganizo, a equipe da DC foi atender na casa dos atingidos. Abraço ao Mallon, que continua com seus bons exemplos.


Eleições

Com a Emenda Constitucional 107, os dois turnos das eleições serão realizados nos dias 15 e 29 de novembro. As datas anteriores eram 4 e 25 de outubro. Entre as principais mudanças da nova legislação, algumas impactam diretamente às administrações públicas municipais. O prazo limite de desincompatibilização dos servidores públicos municipais fica adiado para o dia 15 de agosto. “Porém é importante observar que os prazos para desincompatibilização que na data da publicação da Emenda Constitucional estiverem para vencer, serão computados considerando-se a nova data de realização das eleições. Já os prazos vencidos, não poderão ser reabertos”, comentou a coordenadora do Núcleo de Assistência Jurídica da FECAM, Juliana Plácido.


Triste

O registro negativo fica por conta de Dário Berger - MDB. Ele votou a favor da censura. Lamentável, mas compreensível, considerando-se que o nobre senador tem processos os mais variados na esfera judicial. Mais um que vislumbrou belíssima oportunidade de agradar os julgadores de última instância. Infelizmente, o senhor Dário Elias Berger é o senador mais apagado dos últimos 50 anos em Santa Catarina.