BLOG DO ESPETO - PRETO.png
  • Vilmar Bueno, o ESPETO

Ciranda Política

Tudo igual

E iniciou uma nova semana em Sucupira, como dizia meu saudoso amigo Jorge Lemos. E nada de novo. Asfalto na rua da delegacia aparecendo buracos, bem como, na Rua da Urca. E ainda as obras da Praça Getúlio Vargas demorando e com gastos que chegam a mais de R$ 900 mil.


Tudo igual II

A reforma da Casa Eichendorf levand0 12 anos para ser entregue e com custos de mais de R$ 700 mil, para dois novos banheiros e seis estacionamentos.


Tudo igual III

A ponte que liga nada a coisa nenhuma, naquele que já foi acesso norte, depois transpão e agora carreiro do biscoito. E que se alastra há mais de 8 anos e que custou até agora aos contribuintes, R$ 300 mil.


Tudo igual IV

Os entulhos do condomínio empresarial, continuam lá juntando água para criar mosquitos da dengue. Sem falar da Rua Dona Francisca, que continua cheia de buracos e ninguém é culpado. Mas dizem que vão construir um hospital. Imagina quantos anos vai levar.


Conta outra!

E os partidos nanicos continuam dizendo que estão se estruturando para a campanha eleitoral, mas todos sabem da grande dificuldade, por não ser mais possível a coligação na majoritária.


Coronavírus

Os casas da doença continuam aumentos na nossa região, principalmente nas cidades de São Bento do Sul e Rio Negrinho. Isso é preocupante, e as medidas de proteção não podem ser abandonadas.


Dinheiro novo

Políticos catarinenses comemoram a conquista de Santa Catarina pelos royalties do petróleo. Na última sexta-feira (19), os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceram que o estado estava certo ao alegar que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) usou um critério ilegal na demarcação dos limites marítimos, que beneficiou o Paraná em prejuízo dos catarinenses. Por sete votos a dois, o STF julgou a demanda ajuizada pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE) em 1991 parcialmente procedente. Na nova divisão do bolo, SC vai ter um reforço no orçamento.