• Vilmar Bueno, o ESPETO

Ciranda Política

Palestra

A palestra realizada ontem pelo deputado Milton Hobus – PSD, foi prestigiada por vários seguimentos da cidade, além de pessoas de vários partidos.


Palestra II

O deputado Hobus provou que é possível administrar uma cidade, voltada para o bem do cidadão, como fez em Rio do Sul em dois mandatos. Hoje por exemplo, a prefeitura gasta apenas 36% do orçamento com a folha de pagamento.


Adesão

As adesões ao projeto do empresário Ismar Becker, tem aumento dia-a-dia. São pessoas principalmente que nunca se envolveram em política, mas que hoje fazem coro pela mudança no comando do município. Mas Ismar precisa ficar atento, pois também começaram se encostar aqueles que não querem largam o poder.


Adesão II

Até pouco tempo atrás a maioria dos partidos pequenas, estavam propensos a apoiar o Tomazini do PSDB. Mas agora depois do aparecimento do empresário Ismar Becker, a coisa mudou drasticamente.


O teste final

O prefeito de Rio Negrinho Julio Ronconi assina ficha no PSDB, e deve concorrer à reeleição. Resta saber quem que esteve no seu governo vai acompanha-lo.


A mesma ‘doença’

Em Rio Negrinho o MDB velho de guerra tem perdido vários filiados. A pergunta que fica é a seguinte, os motivos serão os mesmos do MDB de São Bento do Sul, onde não aconteceu renovação e vem sendo comandado pelos mesmos há mais de 30 anos.


Volta Mariani!

Ainda ecoam nos bastidores a ideia de convencer o ex-deputado federal e ex-candidato a governador Mauro Mariani, para que volte para a lida partidária, antes que o MDB afunde mais na região. No PP não é diferente – Volta Silvio Dreveck.


Expectativas

Em Campo Alegre se houve de tudo – Que o PSD vai trabalhar apenas para eleger vereadores. – Que o PSD e parte do PP não vai apoiar o vice Sebastião Kons. – Que o MDB só perde para ele mesmo. É melhor ouvir isso do que ser surdo!


Tucano no banco dos réus

Após empate no julgamento da Petição (PET) 8179, realizado nesta terça-feira (10), a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu enviar o Inquérito (INQ) 4716, que investiga o ex-senador Paulo Bauer (PSDB/SC) pela suposta prática de corrupção e lavagem de dinheiro, para a Justiça Eleitoral de Santa Catarina. O relator, ministro Edson Fachin, havia declinado da competência para a Justiça Federal em São Paulo julgar a causa. De acordo com o Regimento Interno do STF (artigo 146, parágrafo único), no caso de empate em Habeas Corpus e em Recurso de Habeas Corpus, deve prevalecer a decisão mais favorável ao réu.