top of page
  • Foto do escritorVilmar Bueno, o ESPETO

Cinco focos identificados nas primeiras semanas de 2023



São Bento do Sul

Nesta sexta-feira (03), os agentes de endemias da Secretaria de Saúde de São Bento do Sul identificaram mais um foco do Aedes aegypti, transmissor dos vírus da Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela. As larvas do mosquito foram encontradas na rua Antônio Kaesemodel, bairro Rio Negro.

Com esse, o município já contabiliza cinco focos identificados somente neste início de ano: Um no bairro Schramm, um na Bela Aliança, dois no bairro Boehmerwald e um no bairro Rio Negro.

“As larvas foram encontradas em um imóvel da rua Antônio Kaesemodel. Imediatamente, os agentes fizeram a delimitação do foco (DF), com a varredura nas casas, comércios e terrenos baldios em um raio de 300 metros, visando evitar a proliferação do mosquito. Orientações com distribuição de materiais educativos também foram realizadas. Pedimos que todos deem uma olhada com mais atenção nos seus quintais, nas suas casas, para não deixar água acumulada, eliminando potenciais criadouros do mosquito”, disse a Coordenadora do Programa de Combate à Endemias da Secretaria de Saúde, Patrícia Bett Fortuna Oliveira.

Orientações para evitar a proliferação do Aedes aegypti


• Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usá-los, coloque areia até a borda;


• Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;


• Mantenha lixeiras tampadas;


• Deixe os depósitos d’água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;


• Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água;


• Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;


• Mantenha ralos fechados e desentupidos;


• Lave com escova os potes de comida e de água dos animais no mínimo uma vez por semana;


• Retire a água acumulada em lajes;


• Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em banheiros pouco usados;


• Mantenha fechada a tampa do vaso sanitário;


• Evite acumular entulho, pois ele pode se tornar local de foco do mosquito da dengue;


• Pessoas que estiveram, nos últimos 14 dias, numa cidade com presença do Aedes aegypti ou com transmissão da dengue e apresentarem sintomas devem procurar uma unidade de saúde para avaliação.


Dionei Mendes

Assessoria de Imprensa

Prefeitura de São Bento do Sul


bottom of page