top of page
  • Foto do escritorVilmar Bueno, o ESPETO

Chuvas em SC afetam 60 cidades, causam morte e mais de 400 ocorrências



Estado

Até às 18 h desta quinta-feira (5), o Corpo Militar de Bombeiros de Santa Catarina (CBMSC) atendeu 418 ocorrências relacionadas às chuvas dessa quarta (4), que afetaram 60 municípios e resultaram em uma morte e uma pessoa ferida. As informações foram divulgadas pela Diretoria de Gestão de Desastres da Secretaria de Estado de Proteção e Defesa Civil. A preocupação aumenta, visto que há alertas para um volume ainda maior de precipitação entre sexta-feira (6) e domingo (8) em todo o Estado.


Entre as 60 cidades com ocorrências, as mais afetadas foram: Rio Negrinho, São Bento do Sul, Tangará, Curitibanos, Erval Velho e Rio do Sul, sendo os alagamentos e retirada de pessoas ilhadas as mais recorrentes. Dezessete municípios decretaram situação de emergência: Papanduva, Curitibanos, Canoinhas, Brunópolis, Laurentino, Campo Alegre, São Bento do Sul, Ibiam, Jaborá, Corupá, Presidente Getúlio, Frei Rogério, Itaiópolis, Monte Carlo, Erval Velho, Aurora e Mafra.


As chuvas causaram ainda uma morte em Santa Catarina. Um homem se afogou após tentar passar de bicicleta por uma área alagada na tarde dessa quarta-feira (4), em Rio do Oeste, no Alto Vale do Itajaí. O acidente ocorreu por volta das 17h25, após as fortes chuvas que atingiram a região. Houve também registro de uma pessoa ferida em Timbó, no Vale do Itajaí. Foram 1.084 pessoas atingidas, das quais 504 ficaram desalojadas e mais 80 estão desabrigadas. Segundo o boletim do governo do Estado, 355 pessoas estão abrigadas em um dos 26 abrigos abertos nos municípios afetados. A população deve ficar atenta nos próximos dias, principalmente por conta do solo encharcado e o risco de deslizamentos de terra.

Veja a previsão do tempo

Na sexta-feira (6), o tempo ficará instável e podem ter temporais em todas as regiões, principalmente à tarde. Essas chuvas podem vir com ventos e até granizo. A população deve ficar atenta a danos como telhados danificados, árvores derrubadas e problemas na eletricidade. Além disso, a grande quantidade de chuva em pouco tempo pode causar enchentes e deslizamentos de terra.

Durante a noite de sexta (6) e ao longo do sábado (7), é importante ficar atento nas áreas do Litoral Sul, Planalto Sul e Grande Oeste, onde pode chover, entre 150 e 200 mm, aumentando o risco de enchentes e deslizamentos.

Continua depois da publicidade

No domingo (8), a chuva continua em outras partes de SC, com acumulações de 100 a 150 mm no Vale do Itajaí, Litoral Norte, Planalto Norte e Grande Florianópolis. O risco de enchentes, inundações lentas e deslizamentos ainda é alto.


  • Litoral Sul: Risco alto para enxurradas, alagamentos e inundações graduais a partir da tarde de sexta-feira se estendendo para o final de semana nas Bacias Hidrográficas dos Rios Mampituba, Araranguá, Urussanga e Tubarão.

  • Vale do Itajaí: Risco muito alto para enxurradas e alagamentos a partir da tarde de sexta-feira com aumento gradual nos níveis durante o final de semana, podendo alcançar entre 10 a 11 metros no município de Rio do Sul e 11 a 12 metros em Blumenau.

  • Extremo Oeste, Oeste e Meio Oeste: Risco alto para enxurradas, alagamentos e inundações entre noite de sexta e sábado, podendo atingir níveis de emergência no final de semana nas Bacias do Peperi-Guaçu e Antas. Já na Bacia do Rio do Peixe os rios podem atingir níveis de atenção.

  • Grande Florianópolis: Os níveis da Bacia do Rio Tijucas sobem ao longo do final de semana, podendo atingir níveis de alerta. E na Bacia do Rio Cubatão, níveis de atenção entre domingo e segunda-feira.

*As informações são do CBMSC e Defesa Civil


bottom of page