BLOG DO ESPETO - PRETO.png
  • Vilmar Bueno, o ESPETO

Canoinhas e Planalto Norte podem “ganhar” deputada federal



Região Se Carmen Zanotto aceitar a Secretária de Saúde do estado, entra em cena a pré-candidata a prefeita de Canoinhas, Norma Pereira (PSDB). Como primeira suplente da coligação depois da morte de Marco Tebaldi (PSDB) ela teria dois anos e meio para exercer o cargo de deputada federal. Seria uma grande vitória não só para ela, mas também para o Planalto Norte, que não tem representante nem ao menos na Assembleia Legislativa de SC. Norma já avalia seriamente a possibilidade de assumir a vaga em Brasília porque Carmen é pré-candidata a prefeita de Lages. Porém, essa situação deixava Norma entre a cruz e a espada. Corria o risco de ser eleita prefeita e ter de escolher entre assumir a vaga de Carmen no caso de ela também ser eleita em Lages, ou assumir a prefeitura e tirar de Canoinhas uma rara chance de emplacar uma vaga no Congresso. Se renunciasse, ainda na hipótese de ser eleita prefeita, corre o risco de ser condenada pelo eleitorado por ter “desprezado” a prefeitura.

Se Carmen deixar Brasília agora, termina o dilema de Norma. Seria muito inusitado ela abrir mão da vaga em nome de uma candidatura que nem foi lançada ainda à prefeitura de Canoinhas.

Norma recebeu 24.626 votos no ano passado, o que a colocou na segunda suplência do partido. Tebaldi recebeu 71.528 votos e ficou na primeira suplência. Geovania foi eleita com 101.937 votos.