BLOG DO ESPETO - PRETO.png
  • Vilmar Bueno, o ESPETO

Câmara recebe empresários do futebol society



São Bento do Sul


Vereadores buscam auxiliar o setor para retomada segura


A presidente do legislativo são-bentense, vereadora Carla Hofmann e os vereadores, Luiz Neri Pereira (Prof. Magrão) e Terezinha Dybas receberam, nesta quarta-feira, na sala da presidência do Legislativo empresários do setor de Futebol Society de São Bento do Sul, nesta terça-feira (12). Representando o Executivo, esteve no encontro o assessor de governo, Luiz Novaski.


No encontro os solicitantes apresentaram seus questionamentos e reivindicações referente ao retorno das atividades de seus estabelecimentos, argumentando que com medidas efetivas e fiscalização seria possível ter maior controle perante a disseminação do vírus entre seu público. Outro ponto apresentado foi o prejuízo econômico de seus empreendimentos, que estão parados desde março de 2020, por conta das restrições dos decretos estaduais estabelecidos.


A presidente da Câmara, Carla Hofmann afirmou que “compreendemos a perfeitamente a situação destes empresários. Iremos então sensibilizar os poderes e estudar a possibilidade de que, com protocolos estabelecidos, seja possível uma retomada segura das quadras esportivas”.


Já o parlamentar Prof. Magrão lamentou a situação das famílias atingidas por essa crise e ressaltou que o esporte é uma ferramenta de primeira necessidade para a saúde. “Infelizmente essa situação está prejudicando impiedosamente estes empresários, que realizaram altos investimentos para a implementação das quadras e toda estrutura necessária. Nos preocupamos ainda com os atletas, que sem suas atividades acabam tendo a saúde física e mental prejudicada. Vamos buscar soluções seguras e dentro da legalidade para que viabilizamos o retorno das atividades”, ressaltou.

A união do grupo foi destacada pelo assessor de governo como peça fundamental para a realização dos estudos e evolução deste quadro. “Grupos e comissões fazem a força. Estamos à disposição para ouvi-los e levar estas demandas ao Comitê de Crise da Covid-19, que após estudar a realidade do setor e da pandemia, definirá essas questões. Infelizmente estamos chegando no pico de casos e mortes e a UTI está lotada, o momento é crítico”, concluiu Novaski.

Fonte: Airton Ramos