BLOG DO ESPETO - PRETO.png
  • Vilmar Bueno, o ESPETO

Câmara de São Bento do Sul com sessão online



São Bento do Sul

A sessão desta segunda-feira, da Câmara de São Bento do Sul, comandada pela presidente Carla Hofmann – PSD, aconteceu de forma online devido ao Decreto Estadual. Na ocasião, foram apresentados e aprovados, requerimentos e projeto de leis, além da apresentação de indicações.


PP apresenta dois Requerimentos de informações


Na sessão desta segunda-feira, 29, da Câmara de Vereadores de São Bento do Sul, a bancada de vereadores do Partido Progressista (PP), composta pela vereadora Zuleica Voltolini e pelo vereador Adriano Reinhardt, protocolou dois Requerimentos de Informação, encaminhados à Prefeitura Municipal.


O primeiro solicita informações acerca da perda de prazo de defesa da Prefeitura em uma ação movida pela prefeitura contra uma médica pela equipe de procuradores do município. E o segundo pede informações sobre a nomeação do advogado Alvaro Skiba Junior para o cargo de procurador, visto que o mesmo é funcionário da prefeitura de Capanema – PR.


Durante a discussão dos dois requerimentos, a vereadora Zuleica destacou que a perca de prazo para o recurso da prefeitura no caso da médica é muito grave, “por isso esse requerimento de informações, para que tenhamos informações concretas sobre o caso, e possamos esclarecer os fatos”, afirmou.


Já o vereador Adriano, que também é autor dos requerimentos, destacou que a população precisa saber o porquê da perda dos prazos e também que seja explicado como o procurador vem recebendo seus salários, uma vez que não foi firmado um convênio entre as duas prefeituras – de São Bento do Sul e de Capanema.


O vereador Luiz Neri Pereira destacou que o processo envolvendo os médicos continua em andamento, e que o município não irá perder nada nesse caso. Ele afirmou ainda que no caso da perca de prazo na ação envolvendo os médicos seria interessante que o procurados da gestão anterior também se pronunciasse explicando porque ele não deu sequência ao processo no final de 2020.


E o vereador Darlan Guliani cobrou transparência nas respostas destes requerimentos de informação, “pois trata-se de dinheiro público”, frisou. “Temos que trabalhar para uma política comprometida com a população. Passaram 4 gestões e ninguém viu nada no caso dos médicos?”, questionou o vereador.


A vereadora Terezinha Dybas solicitou aos vereadores que aguardem uma resposta oficial da Prefeitura quanto a esses requerimentos, “para que não haja dúvidas sobre o que realmente está acontecendo”, afirmou. Para ela os requerimentos de informação são válidos e a melhor forma de os vereadores terem uma resposta oficial do poder público.

A presidente da Casa, vereadora Carla Hofmann também destacou que o direito às informações é válido e necessário. “Perguntamos o que não sabemos, e precisamos de um posicionamento oficial”, afirmou Carla. O vereador Paulo Zwiefka complementou destacando que é necessário aguardar a resposta da Prefeitura para então fazer algum pronunciamento.



Projetos de Lei são aprovados


Projetos de Lei foram aprovados na sessão ordinária e em sessão extraordinária da Câmara de Vereadores

Durante a sessão ordinária desta segunda-feira, 29, da Câmara de Vereadores de São Bento do Sul, foram discutidos e votados dois projetos de Lei, e um terceiro foi aprovado em sessão extraordinária.


O primeiro projeto de Lei aprovado autoriza à prefeitura a contratar empréstimo com a Caixa Econômica Federal, no valor de cerca de R$ 10,5 milhões para a implantação da rede de esgoto sanitário no bairro de Serra Alta, aumentando com isso a rede de esgoto no município de 33% da população para 48%.


O segundo projeto de Lei ratifica Convênio firmado entre o Município de São Bento do Sul, por meio da Secretaria Municipal de Educação, e a Sociedade Padre Eduardo Michelis/Hospital e Maternidade Sagrada Família para que alunos que estejam internados no hospital local possam continuar tendo aulas.


Já o projeto de Lei aprovado em sessão extraordinária autoriza a criação do Conselho Municipal de Acompanhamento e Controle Social do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de valorização dos Profissionais da Educação – CACS FUNDEB e dá outras providências. Este projeto tem o prazo até 31 de março para ser aprovado, por isso a urgência em sua votação em sessão extraordinária. Porém os vereadores não recebem nenhum tipo de remuneração pelas sessões extraordinárias.

Indicações pedem obras para o município


O vereador Darlan Guliani solicitou, através de indicação apresentada na sessão desta segunda-feira, 29, da Câmara de Vereadores de São Bento do Sul, que seja feito um recuo no ponto de parada de ônibus coletivo nas proximidades do Supermercado União do Centro, pois atualmente os ônibus tem que parar em cima da via para que os passageiros possam embarcar e desembarcar dos coletivos, complicando o trânsito no local.

A vereadora Zuleica Voltolini solicita através de indicação, que seja feito um tapa-burados no asfalto da rua das Acácias, no bairro Centenário.

Já o vereador Angelo Ronei Pechinski solicita que seja feito o patrolamento das ruas Otto Bernardo Roepk e Willian Berti, bairro Dona Francisca, bem como o reparo no asfalto das ruas Castelo Branco, em frente ao número 103, no bairro Colonial, e Rua das Acácias, no Centro. Pechinski também solicita que seja efetuado o patrolamento da rua Carlos Blodorn, no bairro Centenário, bem como o reparo e instalação de uma boca de lobo na rua Carlos Dums, em frente ao número 125, no bairro Colonial. Ele também solicita que seja efetuado o recapeamento asfáltico na rua Otto Neumann, proximidades da Alfa Transportes. O vereador também solicita que seja efetuado o reparo em um abrigo de passageiros na rua Alberto Torres, proximidades do Recanto Rio Vermelho.

E o vereador Hélio Alves solicita estudos para que as paredes da quadra de esportes da Escola Básica Municipal Prefeito Antonio Treml sejam fechadas, bem como a construção de mais duas salas de aula na referida escola.