BLOG DO ESPETO - PRETO.png
  • Vilmar Bueno, o ESPETO

Câmara aprova o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para corrigir o IPTU/2021



São Bento do Sul


Com isso o reajuste do IPTU de 2021, será na casa de 4,38%, ao invés de 23,14%


Aconteceu nesta quinta-feira, a primeira sessão extraordinária, do legislativo são-bentense, que discutiu e votou em duas sessões, o Projeto de Lei do Executivo número: 001/2021, que trata da atualização da UFM (Unidade Fiscal do Município) para R$ 4,7322. O projeto foi votado em regime de urgência. E também passa a utilizar o IPCA como índices de reajustes de impostos e outras tarifas e taxas no município.


Com isso a prefeitura passa a partir de agora pode utilizar o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), ao invés do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), que até então vinha corrigindo o reajuste do Imposto Predial e Territorial – IPTU.

E após a votação por unanimidade, aplicado ao reajuste do IPTU/2021 o índice do IPCA, que deve fechar na faixa de 4,38%.


Se fosse mantido o IGPM, este reajuste ficaria na casa de 23,14%, um ganho importante para o contribuinte, que já passou por dificuldades em 2020, devido a pandemia que assolou e vem assolando todos os setores da sociedade.


Na ocasião, a sessão comandada pela presidente, vereadora, Carla Hofmann – PSD, o projeto foi aprovado por unanimidade, em duas votações, conforme a lei.



Na mesma oportunidade, o vereador Paulo Zwiefka – DEM, também enalteceu a atitude do prefeito, em relação projeto. E ainda o vereador, Luiz Neri – PSDB, o magrão, na mesma linha destacou a importância do projeto que vem beneficiar a comunidade, neste momento tão conturbado.

A vereadora Terezinha Dybas – PSDB, fez um relato da importância da aprovação do referido projeto, enviado pelo prefeito Dr. Tomazini – PSDB, em prol da comunidade. A vereadora Zuleica Voltolini – PP, fez questão de salientar, que os vereadores estão no legislativo para trabalhar em favor da comunidade.

O projeto antes mesmo de chegar à Câmara, foi debatido entre o prefeito, a equipe econômica da prefeitura, e a presidente do legislativo, que em comum acordo aprovaram, já de antemão o projeto.



Ao final da sessão, a presidente Carla Hofmann, agradeceu o empenho de todos os vereadores. Na mesma sessão o suplente Luiz Neri, o magrão – PSDB, foi empossado na vaga do vereador, Jairson Sabino – PSDB, que assumiu a secretaria de obras.


Texto: Vilmar Bueno Espeto

Jornalista profissional – DRT/SC -3853

Fotos: Sessão online/Internet