• Vilmar Bueno, o ESPETO

Aprovado: Aulas excedentes recebem reajuste de 30% a partir de 2022



São Bento do Sul Na última sessão da Câmara dos Vereadores do ano de 2021, ocorreu a votação do Projeto de Lei que solicita alteração na Lei do Sistema Municipal de Ensino nº 2893/2011, alterando o percentual do valor da aula excedente do professor de 2,50% para 3,50%, calculado sobre o nível salarial que o professor está enquadrado. Essa é mais uma conquista da rede municipal de ensino, que foi aprovada por unanimidade pelos 10 vereadores da Casa Legislativa e vai beneficiar os professores. Essa mudança do percentual representa aproximadamente 30% de acréscimo no valor da aula excedente, por exemplo, um professor que recebe por 8 aulas excedentes o valor de aproximadamente R$ 700,00 passará a receber 1025,00 em média, dependendo do nível que se encontra na carreira. De acordo com o prefeito Antonio Tomazini, esta é mais uma conquista que vem a beneficiar os profissionais da educação municipal. “É pensando no melhor para todos que este projeto foi aprovado. Agradeço aos vereadores e parabenizo os nossos profissionais que trabalham por uma educação melhor às nossas crianças”, destacou o prefeito. Conforme explicou o secretário de Educação, Josias Terres, com a implantação de novos Programas e Projetos da SEMED como Escola Integral e Oficinas Pedagógicas se faz necessário essa alteração para valorizar os professores que ministram essas aulas a mais. “Além disso, os professores que já dão aulas que excedem sua carga horária também precisam desse reajuste que se faz muito justo pelo bom trabalho que desempenham. Dará uma diferença aproximada de 30% no valor por aula, isso é ótimo”, disse. Especialistas e psicopedagogo receberão reajuste de 15% Também na segunda-feira à noite (13) ocorreu a votação do Projeto de Lei nº 141/2021, enviado pela Prefeitura de São Bento do Sul, através da Secretaria de Educação, o qual concede o reajuste salarial de 15% aos Especialistas em Assuntos Educacionais e Psicopedagogo, a partir de janeiro de 2021. O projeto foi aprovado por unanimidade pelos vereadores.