top of page
  • Foto do escritorVilmar Bueno, o ESPETO

Alice Grosskopf rebate pessoas que supostamente querem simpedir implantação de empresa no município


Campo Alegre


Para isso divulgou uma nota oficial sobre o episódio – senão vejamos:


“Em respeito ao questionamento referente a implantação da Raitz Galvanização em Campo Alegre, com relação a suposta exposição a poluição que poderá ser emitida pela empresa, em detrimento da vocação turística local, temos a informar o seguinte:

Do ponto de vista do Planejamento Urbano, que é de competência do Município, informamos que a empresa até o momento preencheu todas as exigências da LEI COMPLEMENTAR Nº 147, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2019, que INSTITUI O PLANO DIRETOR DO MUNICÍPIO DE CAMPO ALEGRE/SC, o qual foi construído com intensa participação popular, e aprovado no ano de 2019, sendo antecedido por dezenas de audiências públicas, onde ficou expressa a vontade da população, e manteve no município dois parques industriais (Lageado/Campestre) e diversas outras zonas de ocupação para a indústria, sendo que até o momento nenhum alvará/autorização de construção foi emitido pela prefeitura.

Do ponto de vista ambiental, a empresa requereu e recebeu Licença Ambiental de Instalação junto ao Instituto do Meio Ambiente – IMA, com o número 5305/2021, sendo que a prefeitura de Campo Alegre não possui competência para licenciar, autorizar ou proibir o funcionamento da empresa no município.

Entendemos que todo cidadão tem o direito de questionar, opinar e pedir esclarecimentos. Porém é importante deixar claro que não existem formas da prefeitura municipal ''escolher'' quem pode ou não instalar seu empreendimento na cidade. Para cada investidor, sempre serão adotados critérios técnicos, como a solicitação de licenças estaduais ou federais, projetos, consulta de viabilidade etc. Em resumo, a prefeitura de Campo Alegre sempre irá respeitar as leis vigentes, em todas as esferas.

A prefeita Alice Bayerl Grosskopf, ressalta que compreende a preocupação de algumas pessoas quanto ao projeto da empresa, e que fará questão de acompanhar o andamento dos trâmites legais. '' Não tenho condições de dar um canetaço, muito menos de escolher à dedo quem entra ou sai de Campo Alegre, se fizesse algo assim, estaria cometendo abuso de autoridade. Quero deixar claro para todos minha preocupação com a saúde e bem estar da população, espero que o projeto de implantação da empresa obedeça o que diz a legislação ambiental, e que o poder público seguirá apenas pelos caminhos da lei, e se eles não cumprirem isso, certamente não terão êxito no projeto...'' disse a prefeita.”

bottom of page