BLOG DO ESPETO - PRETO.png
  • Vilmar Bueno, o ESPETO

ACISBS se manifesta sobre o Hospital Sagrada Família




São Bento do Sul


Comunicado

Diante de todas as manifestações em torno do Hospital e Maternidade Sagrada Família, a Associação Empresarial de São Bento do Sul (ACISBS) se manifesta sob o ponto de vista de que a verdade, a lisura e as boas práticas de gestão do dinheiro público sejam amplamente apresentadas para a comunidade são-bentense e que tenhamos a possibilidade de gerar uma estabilidade emocional neste período tão turbulento de nossa história. Acreditamos que quando as ações são tratadas com transparência e clareza, todos ganham. Que possamos nos unir em prol da população são-bentense e que o objetivo neste momento seja único, atender todas as pessoas que enfrentam problemas de saúde, não deixando ninguém desamparado. Assim, como nos posicionamos ao hospital, solicitamos que a Secretaria Municipal de Saúde também faça a divulgação e a prestação de contas do que está sendo feito para o enfrentamento da pandemia, de modo transparente e claro.  Garantindo assim, a segurança de todos.

Atualmente são mais de 15.000 vidas que a Acisbs tem sob a sua responsabilidade. Temos a obrigação de preservar não somente estas vidas através de um atendimento digno e justo, mas a da população em geral. Fica aqui o nosso posicionamento de que quando o dinheiro público é utilizado, que seja da melhor maneira possível e que sua aplicação seja esclarecida, indo de encontro com os interesses dos moradores da nossa cidade e da microrregião.

Neste momento de pandemia, temos o Hospital Sagrada Família como unidade de referência para o atendimento da COVID-19, e em contrapartida, temos apenas dois leitos de UTI liberados para uso deste fim. Com a informação recente publicada no Jornal A Gazeta de São Bento do Sul, edição 7.144, de 19 de junho de 2020, o Hospital disponibilizou mais três leitos de UTI, totalizando neste momento, cinco leitos para tratamento adequado da COVID-19, destinados aos pacientes com complicação. Consideramos um número baixo se comparado a evolução da doença em nosso município e tememos que o atendimento digno aos que precisarem não possa ser assegurado. Vale destacar, que esta luta é de uma sociedade e não apenas de um ente. A população em geral também precisa ajudar para mantermos níveis baixos de contágio.

Esperamos que o bom senso ganhe força e que todos os envolvidos deem o seu melhor para esclarecer os pontos gerados por esta discussão, pois o maior interessado na elucidação de toda essa polêmica é a população de São Bento do Sul. É para este grupo de pessoas, que devemos esclarecimentos. Já estamos vivendo um momento de incertezas e ter mais uma incerteza, é algo que não está na pauta.

Dias melhores virão, vamos acreditar!

Júlio César Teixeira Presidente Acisbs