top of page
  • Foto do escritorVilmar Bueno, o ESPETO

Abraço coletivo marca Dia Internacional da Mulher




São Bento do Sul

A Câmara de Vereadores de São Bento do Sul, através da Procuradoria da Mulher, realizou nesta quarta-feira, um evento alusivo ao Dia Internacional da Mulher, lembrado neste dia 08 de março.

Além do delegado regional Odair Rogério Sobreira Xavier e a juíza da Comarca, Dra. Giovana Maria Caron Bosio Machado, a presidente da Procuradoria da Mulher, vereadora e advogada, Terezinha Dybas, e também os demais vereadores da atual legislatura, Dr. Darlan, Dra. Carla Hofmann, Zuleica Voltolini, presidente da Câmara e Hélio Alves, secretários e diretores do executivo, bem como, pessoas da comunidade e alunos das escolas da cidade.



A primeira mulher presidente da Câmara, Clélia Roesler, também prestigiou o evento. O ato também contou reuniu mulheres de outras entidades civis da cidade. O ato teve como principal iniciativa conjunta a busca para promover a conscientização e o engajamento de todos na luta pelo fim da violência contra a mulher.



Na oportunidade, a procurador da mulher, vereadora e advogada, Terezinha Dybas - PSDB, falou sobre o significado do Dia Internacional da Mulher, dizendo que é maior do que as comemorações pelas conquistas alcançadas. Significa que que a luta deve continuar até que não haja mais nenhuma situação de violência, de desrespeito, de discriminação em relação à mulher por qualquer motivo. Somos todos – homens e mulheres – serem humanos e como tais devemos nos respeitar mutuamente.


“Quantas mulheres, neste exato momento, estão sofrendo algum tipo de agressão. A luta é grande, mas, juntos, vamos combater essa situação que assola tantos e tantos lares. Vamos denunciar! Mulheres, denunciem! Vocês são fortes e corajosas, merecem todo o nosso carinho. Aproveito para parabenizar a todas pelo Dia da Mulher e desejo que vocês sejam felizes”, disse o prefeito Tomazini.

O Abraço Coletivo na manhã deste dia 08 de março foi um ato simbólico para lembrar de todas as mulheres vítimas fatais de violência doméstica, para lembrar de todas as mulheres que continuam sofrendo em suas casas e que ainda não tiveram coragem suficiente para denunciar e buscar ajuda e também para lembrar da luta que deve ser incessante pelo fim da violência contra a mulher.


A Juíza Dra. Giovana da 3ª Vara, falou das centenas de processos onde a mulher consta como vítima de maus tratos e abusos, dizendo que ainda precisamos vencer muitos obstáculos. O delegado Sobreira, apresentou alguns números.


Para a juíza Dra. Giovana, a causa da mulher está evoluindo, mas ainda constam registros preocupantes na cidade. “Temos números preocupantes. No ano de 2022 chegaram ao judiciário 176 pedidos de medidas protetivas, todos deferidos. Neste ano de 2023, já tivemos 39 em menos de dois meses e meio. Se compararmos com o mesmo período do ano passado, tivemos um aumento de 40%. Um número que assusta. Mas, ao invés de pensar que estes números estão aumentando, precisamos saber que as mulheres estão buscando seus direitos, está tendo voz e sabendo como proceder”, disse.

Doutora Giovana destacou ainda que é importante à sociedade, a continuidade de um trabalho de orientação sobre a situação da mulher. “Uma ligação para o 190 ou um sinal na mão como o ‘x’ vermelho já é um alerta.


O delegado Sobreiro também falou que houveram avanços em relação à mulher na sociedade, mas ainda é muito pouco. Ele ainda citou que houve uma redução nos casos de violência contra a mulher em Santa Catarina, durante o ano de 2022, mas nada ainda para se comemorar.



Seminário

O Plenário Luiz Carlos Contesini foi palco do 1º Seminário da Procuradoria da Mulher na tarde desta quarta-feira, 08 de março, alusivo ao Dia Internacional da Mulher, organizado pela Procuradoria que é formada pela Bancada Feminina da Câmara Municipal, composta pela Procuradora – Vereadora Terezinha Dybas, e pelas vereadoras Zuleica Voltolini, Carla Hofmann e Karen Lili Fechner.


Considerado uma iniciativa de grande importância para a promoção e a visibilidade do combate a violência contra as mulheres, o Seminário foi transmitido ao vivo pelos canais oficiais da Câmara e contou com as palestras: “Psicossocial no ambiente hospitalar” pelas colaboradoras do Hospital e maternidade Sagrada Família – Andreia Carla Veiga e Tatiane Kondelach; “Autocuidado e motivação” foi o tema da palestra de Elisangela Brand e a Farmacêutica do CEMPICS, Ana Carla Prade, falou sobre as “Ervas aromáticas e suas propriedades calmantes” e encerrou o evento com a “Dança Circular”.


O evento contou com a presença do Assessor da Deputada Estadual Luciana Carminatti, Miguel Ângelo Dietrich, da Primeira Dama Dra Monica Tomazini que representou o Prefeito Dr Antonio Joaquim Tomazini Filho e da vereadora Flávia Vicente que representou a Bancada Feminina e a Procuradoria da Mulher da Câmara de Rio Negrinho.

O mês de março se destaca pela celebração do Dia Internacional das Mulheres, em lembrança da importância da luta pelas conquistas, direitos e espaço das mulheres em todos os setores da sociedade. E essa luta continua e o progresso ainda é lento.

Texto e fotos: Vilmar Bueno Espeto

Jornalista Profissional DRT/SC - 3853

bottom of page