• Vilmar Bueno, o ESPETO

14º macaco é encontrado morto em Rio Negrinho neste ano



Rio Negrinho

Animal pode ter morrido de febre amarela, e material foi encaminhado para análise


Somente em 2020, 14 macacos já foram encontrados mortos em Rio Negrinho. A principal suspeita das mortes dos animais é a febre amarela. O último caso foi registrado nesta segunda-feira, dia 30, no bairro Campo Lençol — mesma região onde outro primata foi encontrado morto na semana passada.


O animal foi encontrado em meio a uma plantação de pinus por um agricultor, que imediatamente avisou o departamento de Vigilância Epidemiológica da Prefeitura de Rio Negrinho. No local, uma equipe da vigilância liderada enfermeira e coordenadora Liege Severo Correa Kruger verificou a situação e constatou que se tratava de provável óbito recente, que possibilitaria a necrópsia.


Para a coleta de material foi acionada a Secretaria Municipal de Agricultura, com a qual possui parceria também nas ações de monitoramento de febre amarela. O médico veterinário Jackson Baia Lopes realizou a necropsia e coleta de material para encaminhamento ao Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN-SC) para pesquisa de Febre Amarela. 


Todas as pessoas da propriedade em questão já possuem vacina contra febre amarela. “Mas fica o recado à população, que quem ainda não se vacinou, que procure a unidade de saúde do seu bairro para receber a vacina e se proteger desta terrível doença que já foi identificada em nossa região”, ressalta a secretária de Saúde Maria de Fátima Mendes Afonso.